Solidão

Toda mulher quer ser amada. Toda mulher sabe que, por mais bem-sucedida que seja em outros fatores da vida, não estará totalmente realizada enquanto não for amada. Você acorda antes mesmo que o sol, preenche seu dia com milhares de afazeres e mesmo assim se deita à noite com aquela impressão de que algo faltou. Às vezes faz isso acompanhada mas, no meio da madrugada, olha para o lado e se pergunta até que ponto aquela situação está lhe fazendo bem.

Solidão

Então, quando percebe que o que deseja de verdade é o sentimento e não apenas a sensação, tenta disfarçar e esconder o rosto para que a lágrima rolando não seja notada. E não adianta negar, mentir para si mesma, porque nada substitui o amor. Pelo contrário, quanto mais ele faz falta mais você tem certeza de que trocaria qualquer coisa (ou tudo) por ele. Cuidado com a solidão, pior é sentir-se sozinha mesmo quando não se está.

Quem sabe ainda sou uma garotinha

É tão mais fácil ser uma garotinha… Eu penso nisso sempre, me preocupo em lembrar-me disso sempre, mesmo não encarando a maturidade como algo que machuca. Eu consigo fugir de mim quando vou de encontro àquela que eu fui e, pasmem, também consigo voltar segura e consciente quando bem quero. Ou preciso. Ser uma garotinha não me impede de ser mulher, apenas faz de mim a combinação de tudo o que necessito para realmente ser. Sim, eu sou agora porque já fui.

Quem sabe ainda sou uma garotinha

Mas há momentos na vida em que a gente não pode ser uma garotinha, momentos esses em que é preciso agir como mulher e confesso ser isso o que me incomoda: a obrigação. Quero poder escolher quando ser adulta ou não, é um direito que eu gostaria de possuir e que me fosse dado sem questionamentos, assim como toda criança deveria ter direito a saúde e educação. Não é assim que funciona, eu sei.

Então eu fico aqui revoltada com as regras impostas por quem eu desconheço, emburrada, irritadiça, faço bico. Posso até mesmo ser chamada de infantil no momento exato em que esperam de mim uma reação oposta. E, se eu quero ser apenas uma garotinha, isso não significa que não desejo que esperem o que quer que seja de mim?! Ah, mas é claro, de nada importa a minha vontade agora, porque é hora de ser mulher.